CHANEL NEWS

Media 1
Media 2
Media 3
Media 4
Media 5
Media 6
Media 7
Media 8
Media 9
Media 10
Media 11
Media 12
Media 13
Media 14
Media 15
Media 16
Media 17
Media 18
Media 19
Media 20

00/20

shooting-of-the-press-kit

© Olivier Saillant

SESSÃO DE FOTOS DO PRESS KIT

Coleção Métiers d'Art 2016/17 Paris Cosmopolite.

inside-gabrielle-chanel-suite
credits
credits

© François Kollar – French Culture Ministry – Heritage library

inside-gabrielle-chanel-suite

© François Kollar – French Culture Ministry – Heritage library

POR DENTRO DA SUITE DE GABRIELLE CHANEL

Painéis de Coromandel
"Mademoiselle Chanel, que está vivendo no Ritz há alguns meses, está em casa com uma tela simples e algumas flores". Vogue Paris

Mobília
Ela mobiliou os quartos com itens trazidos de sua própria casa na 29, rue Faubourg Saint-Honoré, incluindo mesas desenhadas por Goossens, sofás, espelhos dourados e lâmpadas de cristal.

Desenhos
Desenhos de Jean Cocteau e Christian Bérard evocam os espíritos criativos no círculo de Chanel naquela época, representando um símbolo de sua vida como designer.

Caixas de Vermeil
"Na sua penteadeira estavam as caixas de vermeil dadas a ela pelo Duque de Westminster, escovas e o panos de camurça com suas jóias para o dia."
Extraído de "Chanel Intime", Isabelle Fiemeyer, Editions Flammarion

the-ritz-is-my-home
credits
credits

© François Kollar – French Culture Ministry – Heritage library

the-ritz-is-my-home

© François Kollar – French Culture Ministry – Heritage library

"O HOTEL RITZ É A MINHA CASA"

Em 1937, François Kollar realizou uma sessão de fotos Gabrielle Chanel na sua suíte no Ritz Paris. Publicado pela primeira vez em 1937, a imagem foi escolhida para ilustrar o único anúnico do perfume Chanel n° 5, que foi representado pela própria designer.

Citação de Gabrielle Chanel

chanel-takes-up-residence-in-le-marais
credits
credits

© Olivier Saillant

chanel-takes-up-residence-in-le-marais

© Olivier Saillant

CHANEL ABRE NOVA BOUTIQUE
EM LE MARAIS

Chanel abriu uma nova loja de fashion na 47, rue Vieille du Temple no cenário único do Hotel Amelot de Bisseuil.

O espaço em um canto particular, com aço corten e madeira realçam a atmosfera mineral e peculiar do monumento histórico. A vitrine da boutique  apresenta o Ready-to-Wear, os acessórios e sapatos das coleções Cruise e outono-inverno.

Boutique temporária Chanel
47, rue Vieille du Temple 75004 Paris
Aberta diariamente das 11am às 7pm

chanel-s-paris
chanel-s-paris

CHANEL EM PARIS

29, rue du Faubourg Saint-Honoré
A casa onde Gabrielle Chanel morou por um tempo antes de mudar para o Ritz Paris. Este foi o lugar onde ela mostrou sua primeira coleção Alta Joalheria de diamantes, Bijoux de diamants, em uma exposição em 1932.

25, rue Royale
A boutique Chanel está na passagem entre a rue Royale e a rue Boissy d'Anglas.

31, rue Cambon
Os ateliês Alta Costura, apartamento de Gabrielle Chanel e o estúdio de design.

21, rue Cambon
A primeira boutique Chanel abriu aqui em 1910, originalmente vendendo nada além de chapéus.

18, place Vendôme
A boutique de Alta Joalheria abriu em 1997.

15, place Vendôme

O Hotel Ritz Paris, fundado por César Ritz em 1898, foi a casa de Gabrielle Chanel de 1935 a 1971.

a-day-at-the-ritz-paris-with-gabrielle-chanel
credits
credits

© Karl Lagerfeld

a-day-at-the-ritz-paris-with-gabrielle-chanel

© Karl Lagerfeld

UM DIA NO RITZ PARIS
COM GABRIELLE CHANEL

Mademoiselle deixa sua suíte, como ela faz todos os dias, através do escritório do concierge, que ela prefere ao invés lobby principal. Ela sai na curta caminhada até 31 rue Cambon, o endereço emblemático onde ela estabeleceu sua boutique, os estúdios de Alta Costura, e o agitado centro da Casa Chanel.

No caminho, ela passa pelas janelas do seu primeiro apartamento na rue du Faubourg Saint-Honoré, onde viveu antes de decidir que a liberdade oferecida pelo hotel lhe atendia melhor. Ela escolheu o conforto do Ritz, tão perto do trabalho, que lhe permitiu decorar os quartos com seus próprios móveis, desenhos e objetos de arte.
 
O Ritz fica no coração da rotina diária de Gabrielle Chanel. Ela volta para almoçar no Espadon. O hotel é um espaço vivo, mudando conforme as horas passam de um refúgio de paz para um lugar vibrante. O jantar dá à ela a oportunidade de encontrar amigos próximos como Misia Sert, Salvador Dali e Jean Cocteau, em um ambiente familiar e amigável que tem algo novo para oferecer todas as noites.

Angelo Cirimele

Compartilhar

O link foi copiado