gabrielle-chanel-and-deauville

Monday, August 18, 2014

GABRIELLE CHANEL E DEAUVILLE

1913: A costa da Normandia com suas praias e céus azuis acinzentados ainda se parecia com as representações descritas por Eugène Boudin e os Impressionistas na virada do Século 19... Não havia mergulhos nas praias, quando tinha, era muito pouco... Os visitantes aproveitavam e eram atraídos pelas iscas de camarão e, os mais elegantes entre eles, sentavam-se debaixo de seus guarda-sóis ou se retiravam para as suas tendas, vestindo as mesmas roupas que eles usavam na cidade. Todos eles ainda estavam sem saber que uma revolução estava em andamento...

1913 foi o ano em que Coco Chanel escolheu para abrir sua primeira boutique na rua Gontaut-Biron em Deauville.

Essa jovem mulher que com sucesso abriu sua primeira loja em 1910, chamada "Chanel Modes" localizada na Rua Cambon, 21 em Paris, tinha estabelecido uma reputação formidável e conquistou a elite de socialites da época. No entanto, foi em Deauville, onde ela foi a primeira a inventar um sentido de estilo esportivo que refletia uma mudança na sociedade, um estilo que iria alterar para sempre o percurso da história das mulheres.

Aqui nesse elegante destino, ela vendeu seus chapéus de abas largas que eram decorados de forma simples com uma única pena ou fita. No entanto, o mais importante, foi que ela ofereceu aos clientes ricos roupas casuais que ela demonstrou ao longo da famosa calçada de Deauville. A notável seleção incluía uma malha de jersey listrada inspirada na roupa de pescadores: mais uma vez, ela foi capaz de reinventar uma peça de roupa masculina e transformar uma peça clássica de trabalho em algo confortável para as mulheres que estavam prontas para se livrarem dos pesados espartilhos impostos pela "Belle Epoque".Outras roupas seguiram a tendência incorporando o estilo casual chic e com sucesso colocando dentro da moda: camisas listradas, calças de marinheiro, trajes de banho que ela complementava com pérolas e camélias frouxamente costuradas ao cinto ou ao colarinho da lapela. Em Deauville, a ousadia de Gabrielle juntamente com a elegância de Adrienne (sua jovem tia) e sua irmã Antoinette (ambas vestidas de Chanel) era tão surpreendente como sedutor. Gabrielle Chanel deu vida nova e ar fresco à moda, abraçando plenamente o espírito da época, que os vanguardistas, ao mesmo tempo, também estavam fazendo em outras áreas criativas, como pintura, escultura, literatura, poesia e música.

Françoise Claire Prodhon

Photo © All Rights Reserved

 

Compartilhar

O link foi copiado