Desfile de Alta Costura

Desfile
Alta Costura

Veja o filme

A pintura está no coração da coleção CHANEL Alta Costura Outono-Inverno 2021/22 de Virginie Viard, revelada entre a arquitetura neo-renascentista do Palais Galliera. Inspiradas pelos movimentos da pintura francesa, uma infinidade de musas da moda ganham vida com a magia dos ateliês da Alta Costura, enquanto ternos coloridos de tweed ecoam pinceladas impressionistas e vestidos desabrocham com flores do jardim Inglês.

Conversas com Caroline de Maigret

Veja o filme

Para o desfile de Alta Costura Outono-Inverno 2021/22, a embaixadora da CHANEL, Caroline de Maigret, anima uma série de conversas entre amigas e embaixadoras da Casa.

Margaret Qualley e Sofia Coppola, Anna Mouglalis e Anamaria Vartolomei, Alma Jodorowsky e Karidja Touré, Daisy Edgar-Jones e Lyna Khoudri, Soo Joo Park e Blesnya Minher, bem como Laura Bailey e Chloe Wise, partilham as suas ideias sobre a coleção.

A playlist do desfile

Ouça a playlist do desfile de Alta Costura Outono-Inverno 2021722 inspirada no espírito da coleção.

Primeiro esboço da coleção

Veja o filme

Personificando uma infinidade de musas da moda, Margaret Qualley se deleita com a arquitetura neo-renascentista do Palais Galliera - uma moldura clássica para o desfile CHANEL Alta Costura Outono-Inverno 2021/22.

Prévia da coleção vista por Sofia Coppola.

Fotografias de Mikael Jansson.

Primeiro esboço da coleção

Veja o filme

Personificando uma infinidade de musas da moda, Margaret Qualley se deleita com a arquitetura neo-renascentista do Palais Galliera - uma moldura clássica para o desfile CHANEL Alta Costura Outono-Inverno 2021/22.

Prévia da coleção vista por Sofia Coppola.

Fotografias de Mikael Jansson.

Enquadrando momentos preciosos da magia da moda em preto e branco clássico, o fotógrafo Mikael Jansson captura a coleção CHANEL Alta Costura Outono-Inverno 2021/22 que ganha vida nas mãos dos ateliês de Alta Costura CHANEL na 31 rue Cambon dias antes de ser apresentada no Palais Galliera, Museu da Moda da Cidade de Paris.

TEASER

read more

Musa, museu, moda.
Cantamos muito sobre museus, mas não o suficiente sobre as musas.
É porque raramente as encontramos?
Mas quando o fizermos ...
Vê-las, ali, além das fileiras de colunas onde brincam luz e sombra, aparecendo e desaparecendo por trás da curva cinzelada da pedra, vestida de tweed e seda, onde as joias, as flores - e as joias que são flores - florescem.
Vê-las avançar, essas inspiradoras sublimes, com as cinturas apertadas em veludos incrustados de pérolas, ou liberados sob as pregas, caminhando como estátuas que ganharam vida entre aquelas que não o são - alegorias da Pintura, Escultura, Arquitetura - neste palácio que desperta sob as luzes da beleza, do ritmo e do allure.

Musas da moda que encantam um museu: Galliera!
Um nome mágico, com cheiro de lenda. O nome de uma duquesa de olhos azuis nascida em Gênova, que procurou dar a sua coleção de obras-primas uma vitrine digna na Cidade da Luz. Pinturas Flamengas, Espanholas e Italianas, móveis franceses do século XVIII, porcelanas de Sèvres, relógios preciosos onde o tempo parava, como neste peristilo de aspecto claustral, onde as colunas alcançam o céu, enrolando-se em torno de si mesmas.
Um palácio cativante, que uniria os sonhos de mármore de Andrea Palladio e a ferraria visionária de Gustave Eiffel, as escadarias e os jardins, e seria Italiano e Francês, Renascentista e Belle Époque, sobrenatural mas eruditamente estruturado.
Um museu dos sonhos, hoje restaurado ao seu antigo esplendor graças à Maison CHANEL e que agora abriga, sob as suas abóbadas de tijolo vermelho e pedra lapidada, os tesouros mais impressionantes da história da moda, desde o século XVIII até os dias atuais.

Vestidos de dia e de noite, casaquins e traje de corte, chapéus e luvas, e até corpete de Maria Antonieta recomendado por Rose Bertin, "Ministra da Moda" ... Tafetá de seda azul, cetim verde, renda prateada dourada, cortes graciosos, vitoriosos ao longo do tempo. Se as roupas têm sua história, a história tem suas roupas, expostas nas "Galerias Gabrielle Chanel" por um mecenato dedicado à arte, ao gosto e ao estilo, fazendo da Galliera a primeira exposição permanente dedicada à história da moda em Paris.
< br />Prova, se era preciso provar, que a moda sempre está em casa em Paris, e que continua a triunfar até hoje graças ao andar animado destas musas da Alta Costura, ali, atrás das colunas onde a luz brilha.

Fotografado por Mikael Jansson

Veja o teaser
Veja o Teaser
Veja o Teaser

Agradecimentos especiais aos Museus de Paris e ao Palais Galliera, Museu da Moda da Cidade de Paris.